sexta-feira, 6 de março de 2015

Grupo das Mulheres realiza uma semana de atividades sociais em Porto Walter.

Segundo informações do Gabinete da Vice-prefeita Nagilda, as festividades iniciaram no dia 1º de Março (Domingo), no Bairro do Segundo Distrito com lanche e entrega de rosas.
No dia dois de Março (Segunda-feira), o grupo realizou visita domiciliares as senhoras da terceira e melhor idade com entregas de rosas no Bairro Santa Luzia.
No dia três (Terça-feira), o grupo liderado por Nagilda fez visitas domiciliares na Baixada Beira Rio.
No dia quatro (Quarta-feira), o grupo realizou um café da manhã para os garis e convidados na Secretaria de Obras.
No dia cinco (Quinta-feira), teve brincadeiras para as crianças na Quadra coberta.
Na Sexta-feira dia seis de Março o grupo realizou um Baby-chá beneficente para seis mulheres carentes do município no Salão Paroquial.
O grupo das mulheres estará promovendo junto ao Departamento de Esporte e prefeitura, um torneio para as mulheres que será realizado Sábado, dia 07 de Março na Quadra Coberta.
No Domingo, dia 8 de Março, teremos a festa das rosas com distribuição de rosas para as mulheres na Quadra Beira Rio com a Banda Charme Som.
O grupo das mulheres é uma representação pública do município de Porto Walter com participações voluntárias do Gabinete da Vice-prefeita Nagilda e Departamento de Cultura e conta com o incentivo do Prefeito Zezinho Barbary.

Donicélio Nunes.  

Grupo das Mulheres realiza café da manhã para garis.

O café serviu para reunir “todos” os garis, e demais servidores da Prefeitura de Porto Walter, as 09h00min na Secretaria de Obras do município, no dia 04 de Março de 2015.
O encontro foi proporcionado pelo Gabinete da Vice-prefeita (Nagilda), Gabinete do Prefeito José Estephan Barbary Filho e Organização do Grupo das Mulheres que nesta primeira semana de Março, festejam com antecedência, o do Dia Internacional da Mulher (08 de Março).
O referido evento também serviu para que os servidores do município  festejassem o aniversário do secretário de Obras Antônio Araújo.
A Gari Maria Ribeiro disse que esse foi o primeiro café oferecido aos garis “estou agradecida ao prefeito desta cidade e a todos que nos proporcionaram esse café, eu trabalho há anos na prefeitura e agora estamos recebendo atendimentos especiais na semana que se antecede ao dia da mulher”. Disse a Gari.  
Em discurso, o secretário de Obras agradeceu aos servidores presentes, ao prefeito de Porto Walter, a Vice-prefeita, ao grupo das mulheres e disse que a festividade era de muita utilidade para renovar os laços políticos e afetivos do grupo administrativo do Prefeito Zezinho Barbary.
A prefeita em exercício Nagilda afirmou que o encontro trata-se de uma atividade social destinada as mulheres e aos integrantes da sociedade civil.
O encontro contou com a presença da Prefeita em Exercício Nagilda, dos secretários (as) Maria José, Marcos Carvalho, Flavio Borges, Angela Olmos, Antônio Araújo, Donicélio Nunes e Ana Paula Melo onde parabenizaram singelamente as mulheres que estavam presentes ao referido encontro.
Donicélio Nunes.   

terça-feira, 3 de março de 2015

Ação conjunta da Comunidade Civil, servidores Públicos e prefeitura de Porto Walter ajuda família em ações emergenciais.

Por falta do Serviço de Ambulância e TFD do estado, servidor público municipal poderia ter permanecido em situações piores no município de Porto Walter e só foi levado ao Hospital do estado no município e posteriormente para Cruzeiro do Sul por meio de ações emergentes da Prefeitura de Porto Walter, ações pessoais de voluntários, familiares e atitudes pessoais do prefeito Zezinho Barbary.   
Segundo servidores do estado que prestam serviços na Unidade Mista de Saúde, a ambulância da unidade estadual está a mais de três meses que não funciona.
Morador tem registros fotográficos que os transportes de pacientes no município estão sendo efetuados em redes e carrocerias de carro.    
“Na manhã de Segunda-feira (02), o servidor municipal Francisco Rocha Marinho (Quinha Ambrósio) que trabalha na Secretaria de Obras do Município de Porto Walter, sentiu dores no corpo com paralisias nas pernas”.
Imediatamente, a família comunicou a unidade místa de saúde do estado no município solicitando uma ambulância para transportar o trabalhador ao hospital, mas a ambulância não atendeu ao profissional e pai de família.
Os familiares e amigos pediram um carro da praça e um taxista socorreu o paciente em um carro pampa onde levou ao hospital, lá as pessoas que dizem ser representantes do governo do estado não se moveram em solicitar o avião para levar o paciente ao município de Cruzeiro do Sul.
Um fotografa amador, registrou o transporte do servidor público que saiu do hospital do estado em Porto Walter mal acomodado sobre um colchão velho, embrulhado por lençol, a céu aberto, em um carro com caçamba, bem próximo a ambulância que estava visualmente exposta próximo ao hospital.   
Sensibilizados com a situação, os servidores em saúde da prefeitura fizeram contato direto com o prefeito José Estephan Barbary Filho que estava em Cruzeiro do Sul e assim que soube, o prefeito pediu que os amigos empresários ajudassem com o vou que há pedido do prefeito, não foi negado pela empresa aérea.
O prefeito foi pessoalmente ao Pronto Socorro prestar apoio pessoal a família e o paciente que estava internado no Hospital Regional do Juruá.
A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Walter disponibiliza de um servidor que faz o acompanhamento de todos os pacientes de Porto Walter em Cruzeiro do Sul, “ele é responsável em fazer transporte de pacientes ou familiares, marcar exames, receitas, informação e alimentação”. Disse o Diretor de Saúde Sebastião Andrade.
“Em Porto Walter, esses que batem no peito e dizem serem representantes do Governo precisam assumir suas responsabilidades, estive ultimamente com o Governador e sei de suas boas intenções para com o nosso município, mas sei que existe servidor que só quer ser servido, os que me criticam, precisam cuidar melhor das pessoas”. Falou o prefeito.

Donicélio Nunes.    

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Em Porto Walter, grupo da Terceira e Melhor idade participam de um café da manhã “saudável”.

O evento aconteceu na manhã de Quinta-feira (26), no salão Paroquial, próximo a Praça Vicente Lopes.
De acordo com informações de Ângela Olmos, secretária Municipal de Saúde, este foi o primeiro encontro realizado pela secretaria junto da Prefeitura de Porto Walter que reuniu mais de 100 pessoas e posteriormente terá outros encontros exclusivos aos senhores e senhoras da melhor idade.
Segundo Deuzilene Oliveira (Coordenadora de Atenção Básica de Saúde) O encontro foi realizado em três momentos: “primeiro, tivemos uma palestra com o médico Yoennys que falou sobre alimentação saudável; depois foi feito a triagem, efetuada por enfermeiros a ACSs onde verificamos pressão e efetuamos exames de Glicemia e por fim, realizamos avaliações médicas por meio de consultas médicas para os hipertensos e diabéticos”. Afirmou Deuzilene.
Os Idosos se confraternizaram em harmonia onde o encontro proporcionou reencontros de muitos com os demais, eles conversavam, se abraçavam e compartilhavam entre sir suas histórias de vida com suas dificuldades superadas.
Parlamentares que apoiam a Administração da Prefeitura de Porto Walter compareceram ao encontro.
O presidente da Câmara Municipal Rosildo Cassiano Correia, falou da importância do café saudável, parabenizou o trabalho da secretaria de saúde, prefeitura e confirmou sua presença para outros encontros futuros do grupo da melhor idade.
Na Ausência do Prefeito José Estephan Barbary Filho, o vereador José Arnoldo Lima de Almeida representou o prefeito na reunião e falou que o prefeito gostaria de estar presente ao encontro, mas no momento estava em Brasília em Busca de Emenda Parlamentares, no entanto destinou um forte abraço aos amigos da melhor idade do município de Porto Walter e disse por telefone ao vereador, que nos encontros posteriores estará presente.
Donicélio Nunes.


Caixa efetua pagamentos aos beneficiários da Bolsa Família em Porto Walter.

Hoje, mais de mil famílias precisam ser atendidas todos os meses em Porto Walter pela Caixa Econômica Federal onde tem pessoas que saem das comunidades mais distantes para receberem seus auxílios, para a maioria, os benefícios são fontes de sobrevivência e na maioria das vezes, os beneficiários se deparam no município com os equipamentos eletrônicos da Caixa desativados. 
A Gerencia da Caixa Econômica Federal e o representante executivo da Prefeitura Municipal de Porto Walter (Prefeito José Estephan Barbary Filho) se reuniram em semanas posteriores em prol dos beneficiários do Programa Bolsa Família, vinculados a Secretaria de Assistência Social.
Os moradores da cidade de Porto Walter estão a mais de três meses que não recebem um atendimento atualizado da Caixa Econômica no referido município.
“Já não temos um atendimento eficiente da Caixa em Porto Walter e estamos há meses sem ao menos fazer saques transferência ou depósitos via Caixa em nosso município. Precisamos que nosso dinheiro circule em Porto Walter. Temos hoje um total de 1273 famílias que recebem benefícios sócios do Programa Bolça Família e que, na maioria das vezes, voltam para suas casas sem levar o alimento para seus filhos, justo, por falta da eficiência bancaria da Caixa, outros, fazem despesas maiores, se deslocam para o município de Cruzeiro do Sul onde deixam suas economias em outra municipalidade. Essa falta de eficiência da Caixa sobrecarrega a prefeitura que sem poder, muitas vezes, é obrigada a dar assistência ha pessoas que vem de muito longe, muitos, vem da cabeceira dos rios e que precisam retornar para suas casas”. Disse o prefeito.   
 Na ultima semana de Fevereiro de 2015, os servidores da Caixa efetuaram os pagamentos da Bolça Família no Município de Porto Walter referente ao mês de Fevereiro de 2015.
Segundo Lidiane, servidora da Secretaria de Assistência Social de Porto Walter, o combinado em reunião com o representante da Caixa (Senhor Victoran), seria a efetuação dos pagamentos da Bolsa Família dos meses de Novembro, Dezembro de 2014 e Janeiro de 2015, o que não foi cumprido pela Agencia bancaria, mas que supreendentemente, pagou o mês de Fevereiro de 2015.
Já os servidores da Caixa responderam que não foi possível cumprir o previsto, porque o Sistema Operacional da Caixa não libera folha de pagamento descomposta por saques onde a folha dos meses anteriores já tinha servido saques aos beneficiários do Programa Bolsa Família que são cadastrados na Secretaria de Assistência Social do Município de Porto Walter.   
Em Porto Walter, a Caixa é responsável pela efetuação do pagamento da Bolsa Família e outros benefícios sociais.   
O atendimento aconteceu próximo à escola Borges de Aquino, rua beira Rio, no antigo posto de saúde que teve inicio no dia 23 de Fevereiro (Segunda-feira) e encerrou no dia 27 de Fevereiro (Sexta-feira).
O atendimento da Caixa no município sempre foi precário com apenas um Caixa Aqui em um ponto comercial da cidade e nos últimos anos, a demanda de usuários da Caixa aumentou no município, principalmente, pela o crescimento de benefícios sociais que só da Bolsa Família, hoje totaliza 1273 famílias, um avanço na economia do município que gera um quantitativo aproximado há 400 mil reais.  
Segundo os Servidores da Caixa, na segunda semana de Março a instituição bancária estará estalando Caixa Aqui em pontos comercias da Cidade.  
Os aposentados da Previdência Social, pescadores que recebem o benefício do Seguro Defeso e outros, continuam desassistidos pela Caixa Econômica no referido município. 
O prefeito do Município José Estephan Barbary Filho, na sua ida a Brasília, buscou fortalecer relações políticas para adquirir junto a Superintendência Federal da Caixa uma agencia Bancaria para o Município de Porto Walter.  

Donicélio Nunes. 

Em Porto Walter, secretário de Educação determina inicio do ano letivo 2015.

As aulas em Porto Walter iniciaram nesta Quarta-feira (25) onde as escolas da rede municipal da Zona Urbana iniciaram as aulas com avaliações diagnósticas e distribuição dos Quites Escolares para os alunos e professores.    
Mesmo ausente do município de Porto Walter, o prefeito Zezinho Barbary que estava em Brasília em busca de Emenda Parlamentares recebeu as informações do inicio do ano letivo na Zona Urbana de Porto Walter.
Segundo o Secretario de Educação Flavio Borges, os professores passaram por uma Formação Pedagógica para melhor exercerem suas funções docentes no cotidiano escolar, em quanto os gestores administrativos da Educação por sua vez, receberam orientações Pedagógicas e Administrativas. 
O secretário de Educação disse ainda, que as aulas da Zona Rural estão neste ano de 2015, estão previstas para iniciarem no dia 9 de Março.    
A formação e orientação foram ministradas por profissionais da Educação e oferecidas gratuitamente aos servidores pela Prefeitura Municipal de Porto Walter e Secretaria Municipal de Educação.
“Tivemos uma formação proveitosa e Participativa” Disse o Coordenador Pedagógico Cleomar Francisco.  
Após a formação, foi discutido em reunião com os servidores educacionais do município o novo piso salarial, PCCR (Plano de Cargo Carreiro e Remuneração) e PGD (Plano de Gestão Democrática).
Tanto o PCCR quanto o PGD devem ser estudados minuciosamente pelo executivo municipal e SINTEAC e posteriormente estudado e aprovado pelo legislativo municipal (vereadores).  
O prefeito José Estephan Barbary Filho tem preocupações quanto ao assunto salarial, primeiro pela falta de recursos e segundo, pela pendencia que o município tem com o INSS, uma divida deixada pela gestão anterior que a prefeitura não pode deixar de pagar o parcelamento da divida e nem atrasar as mensalidades atuais.    

Donicélio Nunes.    

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Repórter é preso depois de fotografar policial civil envolvido em briga no carnaval.

O repórter cinematográfico José Wiles Carvalho Torres, 30, que trabalha na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Cruzeiro do Sul e estava fazendo a cobertura dos bailes carnavalescos foi vítima de abuso policial quando foi preso na madrugada de domingo (14) por policiais civis que atendiam ocorrência que envolvia outro policial civil que foi detido por policiais militares depois de se envolver em briga.
Ao registrar o tumulto causado pelo policial civil, Wiles, como é mais conhecido, foi abordado de forma grosseira por um policial que tentou impedir o registro ao alegar direito de imagem e exigiu que as fotografias fossem apagadas. O repórter não acatou a determinação e por isso foi encaminhado à Delegacia. Durante o trajeto seu equipamento foi arrancado de suas mãos por um policial civil que apagou as fotografias.
Ao chegar a delegacia o cinegrafista questionou o tratamento e sob a alegação de desacato foi levado pelos policiais civis para uma das celas onde ficou cerca de oito horas trajando apenas sua cueca. Ele só foi liberado por voltas das 10:00 horas de segunda-feira (17).
“Estava fazendo o registro normal de uma ação policial, quando um policial que estava no local reagiu sob a alegação que não queria ser fotografado. Ele partiu para tomar minha câmera, argumentando direito de imagem. Afirmei que estava trabalhando e registrando o trabalho dele, enquanto agente público”, disse o repórter que não permitiu, naquele momento, que a câmera fosse tomada.
“ Ele mandou eu apagar as fotos, mas disse que não apagaria”, afirmou Wiles ao denunciar que dentro do carro um dos policiais tomou a câmera de suas mãos na marra e deletou as fotografias da briga onde seu parceiro estava envolvido. Todas as fotos do equipamento do jornalista foram apagadas.
O caso foi comunicado à Corregedoria da Polícia Civil do Estado, que prometeu averiguar a situação. O delegado Elton Futigami, que sempre atende com presteza os jornalistas das empresas de comunicação do município, afirmou que a Polícia Civil não pactua com qualquer tipo de intimidação da imprensa e que todas as responsabilidades dos policiais serão devidamente apuradas.
Em Rio Branco, a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil, garantiu apuração rigorosa dos fatos que levaram a prisão do profissional da imprensa de Cruzeiro do Sul. “Tudo o que estiver ao alcance da lei para que haja reparação pelo que foi feito ao profissional da imprensa será feito pela Corregedoria, mas temos que analisar todo o episódio”, ressaltou o assessor de imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Pedro Paulo.

 Fonte: Juruá Oline.