sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Criança é vítima de afogamento em Marechal Thaumaturgo.


Desde  domingo, 05, uma equipe composta por quatro mergulhadores do corpo de bombeiros de Cruzeiro do Sul, estão  na foz do Rio Tejo, afluente do  Juruá no município de Marechal Thaumaturgo,  realizando  buscas por uma criança de aproximadamente 5 anos de idade, que possivelmente teria sido vítima de afogamento.
Segundo o Comandante do Corpo de Bombeiros, Tenente Rômulo, as informações chegaram até a corporal através da juíza Évilin Bueno. Após ser informada por uma  equipe da justiça eleitoral, que estava na Comunidade trabalhando no pelito eleitoral, a magistrada entrou em contato com o Siosp por  telefone via satélite. De imediato foi designado uma equipe de mergulhadores para local.
  Em caso de confirmação da morte da criança, será a 9° vítima por afogamento somente este anos em Rios da Região.
Rômulo ainda comunicou o desaparecimento de um homem de 37 anos, ocorrido nesta terça-feira,07, na Comunidade Jaburu, no Rio Valparaíso, também afluente do Juruá. Três homens dos bombeiros e mateiros da estão realizando buscas.
Erisney Mesquita da Redação do juruaonline.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Opinião sobre a importancia da comunicação.



Em Marechal Thaumaturgo falta eficiência em Comunicação. O sistema de telefonia "é o pior", a internete... e a energia? Bem... melhor escrever o que eu penso sobre comunicação:
A importância da Comunicação no relacionamento interpessoal
O nosso espaço geográfico é composto por pessoas diferentes e que se comunicam de varias formas, usando linguagens verbais com idiomas diferentes ou não verbais com variedades de gestos, tons, etc.
Quanto a nós, que vivemos em um meio social de pouco idioma, mas utilizando diversos meios e modos de comunicação, precisamos assimilar o que os demais do nosso meio nos transmitem para que tenhamos também a capacidade de transmitir nossas informações da forma mais objetiva possível.
Os símbolos, sinais, verbos são essenciais para nossa comunicação, fortalecendo nossos laços culturais e nossas relações interpessoais, ou seja, nas relações com os demais seres.
É óbvio, que os fatores para nossa comunicação são as chaves mais importantes para o nosso relacionamento interpessoal, mesmo porque, supostamente não sobrevivemos sem nos comunicar.
Há quem diz e o nosso texto nos confirma, que a comunicação interpessoal é tão importante para nossa vida quanto o ar que respiramos.
Devemos nos aprimorar, nas diversas formas de comunicações, principalmente, na maneira como transmitimos ou como recebemos as informações, sejam através de textos falados, escritos, encenados, etc.
Portanto, compreendo que o nosso questionamento está relacionado com uma das dádivas mais importante na vida do ser humano, pois sem compreensão e a interpretação, que só é nos destinada através da comunicação, não nos levaria a Deus o nosso pai, o nosso criador e salvador.  
Donicélio Nunes.

Em Marechal Thaumaturgo, educação e saúde caminham juntas.


Segundo o Gerente da Unidade de Saúde Naldir Mariano o senhor José Niale da Silva, a Secretaria Municipal de Saúde tem o compromisso de levar a saúde para perto do povo e esse compromisso só pode se tornar realidade se acontecer o empenho de todos.
No dia 30 de Setembro de 2014, os servidores da Unidade Mística de Saúde Naldir Mariano, estudantes e professores do Curso do PRONAC Técnicos em Análises e Clinicas, Coordenação de Educação em Saúde e Coordenação dos Jogos Paz na Floresta estiveram na Escola de Ensino Médio Elvira Ferreira Gomes com a finalidade de colher sangue dos docentes e discentes da referida escola para exames e diagnostico de doenças, tipo: Cifres, HIV, Hepatites (A – B - C).
“Acho ótima esse iniciativa da Unidade de Saúde Naldir Mariano, desta forma, não precisamos procurar os postes de saúde para fazer os nossos exames preventivos”. Disse o aluno do 3º ano Jobson Vale.  
“Essa atividade estava programada para o dia 23 de Setembro (Dia da Juventude), mas precisávamos envolver os jovens que estudam os Cursos Técnicos de Análises e Clinicas pelo PRONATEC”. Disse Rosileide Bezerra que coordena a pasta de Educação em Saúde pelo exercício administrativo municipal. 
A jovem Luana que estuda o PRONATEC e o Ensino Médio, demostrou felicidades em realizar suas primeiras práticas de coletas em sua escola: “Somos 37 jovens que estamos em estágio do Curso de Análises e Clinicas do PRONATEC, essa experiência nos motiva a sermos cuidadosos com os assuntos da prevenção de DST”. Concluiu a jovem.
Já a mediadora do curso do PRONATEC disse está apaixonada pelo Curso e pela campanha que estão realizando nas escolas do município: “Afirmo minha gratidões e reafirmo meu compromisso para formação e orientação das prevenções, pois entendo que saúde se faz com prevenção”.  Disse a mediadora Soeli Pinto. 
A primeira parte do Projeto foi direciona para Escola de Ensino Médio Elvira Ferreira Gomes e teve o apoio da prefeitura de Marechal Thaumaturgo, Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Educação.
Donicélio Nunes.


terça-feira, 30 de setembro de 2014

“Marechal Thaumaturgo não é á cidade de antes depois dos constantes apagões e falhas de comunicação”.



População está revoltada com o desleixo dos seus representantes legislativos.
Segundo o vereador Antônio Alemão, a Presidência da Câmara Municipal já efetuou denuncias ao Ministério Público sobre os problemas vivenciados por todos que residem no referido município.
As pessoas que visitam Marechal Thaumaturgo se alegram por se depararem com uma Cidade linda, construída em cima de pequenas montanhas, uma cidade montanhosa e cheia de curvas rodeando os aclives naturais, conservando sua identidade, suas Histórias, Cultura e seus encantos.
A cidade fronteiriça que esta situada na confluência dos rios de nascentes peruanas (Juruá ou Yurua e Amônia), hoje vive isolada das demais cidades por falha de comunicação.
Os moradores estão a mais de uma semana sem utilizar o telefone celular com eficiência e a mais de 4 dias sem efetuar ou receber ligações, enquanto o telefone fixo, só é utilizado para ligações internas.
Outros problemas que estão deixando a população revoltada são as constantes quedas de energia elétrica, o dia das eleições se aproxima, mas a cidade está preparada para o natal...   
Comerciantes já relatam perca de mercadorias de frios e congelados; instituições de ensino (escolas) estão liberando os alunos antes do horário, ou até cancelando aulas por causa da falta de energia.
Digo, “enquanto candidato (a) vem à cidade discursar que vai denunciar Boca de Ferro por tirar o sossego das pessoas, deveriam resolver os problemas emergentes que enfrentamos, para que tenhamos a garantia do nosso conforto”.    
Os servidores da Guascor (empresa responsável pela geração de energia) dizem que as redes elétricas estendidas nos ramais rurais estão sobrecarregando a geração mais que o previsto, e supostamente, essa carga se dar pela falta de comprometimento de podargens das arvores que ficam próximas às redes de alta tensão.  
Mas a informação que chateia os moradores de Marechal Thaumaturgo, é que em dias posteriores, os representantes da Guascor transferiram o motor gerador de maior potencia para o Município de Porto Walter. Em dito popular, descobriu um santo para cobrir outro.
Digo, “o Governo do Estado por meio da Eletroacre, ou o Governo Federal por meio da Eletrobrás poderiam abrir licitações para uma firma terceirizada ganhar e efetuar a limpeza em podargem dos ramais para assim, garantir a eficiência da geração e distribuição de energia”.
Donicélio Nunes.

POPULAÇÃO DE MARECHAL SOFRE COM FALTA DE ENERGIA E DE SERVIÇO DE TELEFONIA MÓVEL.




A população de Marechal Thaumaturgo muito vem sofrendo ao longo da semana que se findou e da semana que se inicia com a falta de serviços básicos de telefonia móvel e de energia, já que a mais de 08 dias que o município foi tomado por uma onda de apagões que chegam a certos lugares a durar horas.
Não se sabe o porquê, mas, a mais de uma semana que o município vem sofrendo constantes apagões, em todos os turnos e que chegam a durar minutos, e, alguns, em certos lugares até horas. Boa parte da população local já se mostra indignada coma situação, e, mais ainda pela falta de informação dos responsáveis pelos tais serviços. Comerciantes já relatam perca de mercadorias de frios e congelados; instituições de ensino (escolas) estão liberando os alunos antes do horário, ou até cancelando aulas por causa da falta de energia.
E para terminar de completar, desde ultima sexta-feira (26 de setembro), que o município está também sem o serviço de telefonia móvel, serviço que é oferecido para a população de Marechal Thaumaturgo pela empresa “oi”. Situação que vem deixando a população revoltada, pois a referida empresa cobra um valor muito alto, e o serviço, quando funciona é de péssima qualidade. A falta do serviço de telefonia móvel não impossibilita apenas a troca de informação, mas também, outros serviços, como o sinal de internet que é usado pelas instituições de ensino, e, outras instituições; atrasando assim pagamento dos servidores públicos municipais, dentre outros.
A situação é critica e revoltante. Não há nenhum tipo de informação (pelo que se sabe) de nenhuma das empresas ou responsáveis do por que de tais problemas. Não se sabe quando os problemas serão solucionados, ou pelo menos amenizados.
POR: CLEUDON FRANÇA

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Durante um Seminário na Câmara Municipal, sociedade thaumaturguense apresenta projetos de Direitos Humanos e Cidadania.



O Seminário, contou com a participação dos dirigentes dos setores públicos e privados do município.
Aos poucos, o município mais distante da capital acreana vai conquistando seus direitos.
Durante o seminário, a comunidade pode ouvir as propostas apresentadas e dar sugestões de forma coletiva em um ato participativo.    
As falas iniciais foram direcionadas pelas autoridades que integraram à mesa (Vereador Presidente da Câmara - Antônio Alemão, Diretor das Promotorias de Cruzeiro do Sul – Mota, Vice-prefeito – João Deles e Promotor de Justiça – Adenilson Souza).  
Segundo os participantes, o Seminário tinha o objetivo de finalizar e pactuar (firmar ações) de promoção dos direitos humanos dentro do município de forma intercetorial envolvendo as organizações públicas e privadas. Enquanto que as propostas do Projeto de Direitos Humanos foram apresentadas pelo Ministério Público Estadual, já as definições foram apresentadas por membros da comunidade thaumaturguense, privilegiando as questões social, educacional e étnico-racial.  
Foi à comunidade civil que identificou os problemas e elaborou o referido Projeto com ações sobre a garantia dos Direitos Humanos em parceria com os representantes dos setores Públicos e Privados. Posteriormente, revisaram e apresentaram ao Ministério Público Estadual.
Registra-se, que o Município de Marechal Thaumaturgo cumpriu a determinação do Ministério Público Estadual e no dia 18 de Setembro de 2014, que elaborou seu Plano de Ação da Garantia dos Direitos Humanos e a Promoção da Cidadania.
Donicélio Nunes.